Loading...

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Riscos de emendar o anticoncepcional

Apesar de comum, esta prática deve ser evitada pois pode significar complicações no organismo

riscos de emendar a pilula anticoncepcional Riscos de emendar o anticoncepcional

Além do método contraceptivo, a pílula anticoncepcional previne várias doenças, reduz cólicas e incômodos pré-menstruais, além de controlar o aparecimento de acne na pele. É ela também quem previne cistos e cuida dos ovários policitivos
Mas independente de qual for o motivo para querer usar, é preciso antes de mais nada, pedir orientações médicas, afinal, somente o profissional poderá indicar a melhor opção para o seu caso.
Por ser uma maneira eficaz de prevenir a gravidez, ela é um dos métodos mais utilizados pelas mulheres. “Além do método contraceptivo, a pílula é benéfica em casos de ovário policístico. O uso de pílula também é indicado para casos de forte TPM e cólicas menstruais intensas”, explica a ginecologista Elisabete Dobao.

Considerando todos esses benefícios, a dúvida mais comum é: posso emendar a pilula anconcepcional? A resposta: não deve. A regularidade em tomar os dois hormônios presentes no medicamento, o estrogênio e o progesterona, pode aumentar o volume do ovário. Por isso, nunca emende sem consulta médica.Depois que o ginecologista indicar a melhor opção para você, peça também para que ele explique qual é a maneira correta de tomar. A ginecologista recomenda fazer o uso dela sempre no mesmo horário. “Hoje em dia as pílulas tem cada vez mais baixa dosagem, e tomá-la no horário certo é indispensável para manter o nível hormonal que garante a eficácia do remédio”, sugere.
Antes de escolher o melhor medicamento, é recomendado passar pelo ginecologista para que ele oriente o melhor tipo de anticoncepcional para o seu organismo. No início, ele pode causar algumas sensações desagradáveis, como enjoos, mas depois que o organismo se adaptar, trazem vários benefícios.“A pílula anticoncepcional mantém o bem-estar da mulher, já que evita cólicas, por exemplo. Mas é preciso não parar ou esquecer de tomá-la, pois os sintomas antes da menstruação podem voltar”, alerta.
Diferente do que é comum ouvir, o uso constante da pílula anticoncepcional não causa iinfertilidade. Quando a mulher deseja engravidar, é necessário parar o medicamento e, com acompanhamento médico, é possível ficar gestante depois de um mês sem o uso da pílula.
Falar também que é preciso tomar o anticoncepcional por um ano, e fazer uma pausa de um mês também é totalmente mito. “De uma maneira geral, não é necessário fazer pausa de um mês, muito pelo contrário, quando a pessoa volta a tomar a pílula, ela vai passar por efeitos colaterais de readaptação do organismo ao medicamento”, afirma a Elisabete. .
Mas caso você tenha parado de tomar a pílula por algum motivo, é preciso buscar outras maneiras de se prevenir. “Se houver pausa do remédio, é preciso recorrer a outro método anticonceptivo para evitar a gravidez indesejada”, recomenda a ginecologista.

Esqueci de tomar o anticoncepcional, e agora?

Um dos problemas mais comuns no uso dos anticoncepcionais orais é o esquecimento, saiba o que fazer caso isso aconteça

esqueci anticoncepcional Esqueci de tomar o anticoncepcional, e agora?
Uma das perguntas mais frequentes das mulheres a respeito do uso da pílula é sobre o que fazer se esquecer de tomar o anticoncepcional. Para garantir a eficácia do método, uma das principais recomendações é tomar a pílula no mesmo horário todos os dias.
Pense bem antes de decidir o horário para tomar a pílula, considere sua rotina e escolha um horário em que você sabe que estará sempre disponível. Para não esquecer, uma dica é tomar na hora do almoço, depois de acordar ou antes de dormir, por exemplo.

O que fazer?
Com o tempo, tomar o anconcepcional  corretamente se tornará um hábito no seu dia-a-dia. Mesmo assim, pode ocorrer de o horário de tomar a pílula pode acabar passando batido por um descuido.
Se isso acontecer, não é preciso entrar em desespero. De uma forma geral, as orientações sobre o que fazer em caso de esquecimento da pílula são as seguintes:
Se esquecer de tomar uma pílula: Tome a pílula esquecida imediatamente, assim que lembrar e a seguinte na hora habitual, continuando com a cartela normalmente. Se a pílula do dia anterior for lembrada no momento da próxima a ser tomada, pode-se tomar as duas ao mesmo tempo.
Em caso de esquecimento de uma pílula, não é necessário fazer uso de métodos contraceptivos adicionais, como a pílula de emergência ou do dia seguinte, por exemplo.
Se esquecer de tomar duas ou mais pílulas: Se esqueceu por dois dias, o ideal é tomar dois comprimidos durante dois dias. Depois, mantenha um comprimido por dia. Se ficar sem tomar por mais de três dias, o ideal é interromper o uso, esperar a próxima menstruação para só então começar uma nova cartela.
Em qualquer caso, é muito importante utilizar um método complementar, como a camisinha, paraevitar a gravidez.

Pílula anticoncepcional

Tire suas dúvidas sobre este popular método contraceptivo

pilula anticoncepcional 1 Pílula anticoncepcional

pílula anticoncepcional é o método anticoncepcional mais seguro que existe. Sua margem de segurança chega a 99%, porém esta eficácia dependerá de você. A pílula deve ser tomada nos dias e horários certos, senão ela poderá falhar.
As pílulas contêm dois hormônios – o estrógeno e a progesterona – que inibem o amadurecimento dos óvulos. Sem óvulos não há ovulação, sem ovulação não há fecundação e sem fecundação não há gravidez. Veja a seguir mais detalhes sobre este método contraceptivo e se informe para tirar o melhor proveito possível do anticoncepcional.

Como usar a Pílula Anticoncepcional

Antes de mais nada, você terá que fazer uma consulta a um ginecologista para decidir junto com ele qual o método anteconcepcional mais adequado para você. O método que é bom para sua amiga pode não ser o melhor para você.

Caso você esqueça de tomar a pílula, tome ela assim que lembrar. Se já tiver passado mais de 12 horas o mais correto é verificar a bula do medicamento ou buscar instruções do seu médico.Geralmente a pílula deve ser tomada sempre no começo do ciclo menstrual. Nos vinte dias seguintes você deverá tomar uma pílula por dia, sempre no mesmo horário. Nos outros 7 deverá ficar sem tomar, para que aconteça a menstruação.

Qual é a melhor pílula anticoncepcional?

Não existe a melhor pílula anticoncepcional. Existe a pílula anticoncepcional mais indicada para você, mas isso não quer dizer que ela seja a melhor para todas as mulheres.
Algumas pílulas podem ocasionar dores de cabeça ou outros efeitos colaterais em quem as toma. Por isso, os médicos geralmente acompanham o início do tratamento para conseguir, junto à mulher, escolher a pílula ideal para ela.
Em alguns casos é necessário experimentar pílulas de laboratórios e quantidades hormonais diferentes. Se pretende iniciar o uso deste métido, consulte o ginecologista para que ele receite a melhor pílula anticoncepcional para você.

Como não esquecer de tomar a Pílula Anticoncepcional

Pense bem antes de decidir o horário para tomar a pílula anticoncepcional. O horário escolhido deve ser aquele que você sempre estará disponível para tomá-la. Dê preferência para horários como: logo ao acordar, antes de dormir, depois do almoço. Assim fica mais díficil de você esquecer.
Pessoas que tem rotinas que mudam pouco tendem a esquecer menos de tomar pílula. Portanto, se seus horários vivem mudando, é importante se valer de vários recursos para não esquecer.
Com o tempo a pílula se tornará um hábito comum em seu dia-a-dia. Caso você tenha namorado ou marido, peça para ele ajudar você a lembrar de tomar o anticoncepcional. Outra tática é colocar no seu telefone celular um alarme diário para te lembrar de tomar o anticoncepcional. Assim, você não precisará contar apenas com a sua memória e/ou do seu parceiro.
Vale alertar que a pílula anticoncepcional previne apenas a gravidez. Portanto use sempre a camisinha para previnir as DST (Doeças Sexualmente Transmissíveis) como por exemplo a Aids.

Outras utilidades da Pílula Anticoncepcional

Além de ser um método contraceptivo, a pílula também é indicada para outros fins como por exemplo no tratamento de ovário policisticos, tensão pre menstrual e cólica menstrual
Alguns dos benefícios da pílula anticoncepcional relacionados à beleza são a diminuição na queda de cabelo, diminuição significativa da acne, diminuição das estrias e ainda a conquista de uma pele mais bonita e sedosa devido à maior produção de colágino graças à pílula anticoncepcional.
Além disso, tomar a pílula pode ajudar a diminuir o risco de cistos no ovário, doenças cardíacas e até mesmo auxilia na diminuição dos desconfortos ligados à endomestriose

Tipos de Pílula Anticoncepional

Existem diversos tipos de pílula anticoncepcional e vários laboratórios diferentes que as fabricam e distribuem pelo Brasil. As apresentações mais conhecidas e populares aqui são: Minesse, Mirele, Yasmin, Belara, Diane 35, Selene, Microdiol, Microvlar, Adoless, Level, Tâmisa 30 e Minulet.
Por existirem tantos tipos e laboratórios diferentes é extremamente necessário que você procure um médico ginecologista para decidir qual pílula tomar. Usar medicamento com tarja vermelha sem orientação médica é muito perigoso. Anticoncepcionais orais tomados de maneira errada perdem sua eficácia ocasionando riscos de gravidez e de efeitos colaterais que podem ser graves.


Alguns medicamentos possuem o poder de diminuir a eficácia da
 pílula anticoncepcional. Caso você estaja tomando algum deles entre em contato com seu médico. Os medicamentos mais comuns que possuem este efeito são: amoxicilina, minocilina, oxacilina, fenitoina, topiramato, primidona e metronidazol.Medicamentos que interferem na Pílula Anticoncepcional

Para saber quais são estes remédios que interferem no efeito da sua pílula anticoncepcional, leia tanto a bula do anticoncepcional quanto a bula do remédio em questão, no tópico que trata das interações medicamentosas.

Outros métodos Anticoncepcionais

Além da pílula existem diversos outros métodos contraceptivos. Alguns destes métodos são de curta duração e precisam de reposição diária, semanal ou mensal. Outros são de longa duração  e podem durar entre 6 meses a 5 anos. DIU, vasectomia, essure, ligadura de trompas, camisinha, diafragma, tabelinha, pilula do dia seguinte, implante e adesivo contraceptivo são alguns exemplos destes métodos.
Cada um destes métodos tem suas vantagens e desvantagens, tempo de uso e indicações diferentes. O correto é conversar com seu ginecologista para saber qual é o método mais adequado para sua necessidade e seu corpo. Seja honesta com o seu médico e siga as instruções dele fielmente para otimizar os resultados do tratamento

Pimentas combatem a depressão e ajudam a perder peso

Entenda porque o fruto eleva o bem estar e traz benefícios ao corpo humano

pimentas combatem a depressao e ajudam a perder peso Pimentas combatem a depressão e ajudam a perder peso

Independente do tipo de prato onde elas são inseridas no preparo, as pimentas combatem a depressão, auxiliam na perda do peso e melhoram significadamente a circulação sanguínea. Além, é claro, do gostinho picante dar um toque especial ao cardápio.
No Brasil, existe grande quantidade do tempero para todos os gostos: malagueta, dedo-de-moça, caiena, tabasco, entre outros, o que permite inovar na preparação dos alimentos e trazer saúde para sua dieta
Devido aos componentes químicos capsaicina e pirerina contidos no fruto, elas atuam como agente antiinflamatório e melhoram o humor. Algumas propriedades também elevam a produção de endorfina, considerado o hormônio do prazer, o que aumenta a sensação de bem-estar

No combate ao peso, a pimenta caiena, por exemplo, atua na queima metabólica e seus efeitos positivos foram comprovados por um estudo da Université Laval, no Canadá. Pesquisadores submeteram alguns voluntários da região a comer uma quantidade desse tipo de alimento durante o café da manhã. O resultado comprovou que as pessoas tiveram a redução do apetite.Segundo o médico Márcio Bontempo em seu livro “Pimenta e seus benefícios à saúde”, o fruto tem também “seis vezes mais vitamina C do que a laranja; sendo que 28 gramas de pimenta fornecem a quantidade diária de vitamina C que um adulto necessita”.
Já para melhorar o humor, o floricultor Ricardo Olani, sugere a pimenta de cheiro ou a vermelha. “Essas espécies de pimenta estimulam a produção do hormônio do bem estar, contribuindo para uma melhor qualidade de vida”, comenta.
Embora os benefícios da pimenta já sejam evidentes e alguns pratos típicos tenham como base o tempero, como o acarajé e a moqueca, o condimento ainda é pouco utilizado pelos brasileiros devido à sua ardência. A boa notícia é que essa sensação pode ser amenizada ao extrair as sementes. “Quem não gosta da sensação ardente, é só retirar a parte interna da pimenta que o sabor fica mais suave”, explica Olani.

Existe contraindicação para o consumo da pimenta?

Como já comprovado, as pimentas atuam beneficamente ao corpo humano, mas quem sofre com gastrite, por exemplo, deve evitar a ingestão, afinal, o fruto estimula também a produção do suco gástrico, o que pode prejudicar ainda mais a inflamação.
Por isso, nada melhor do que procurar orientações do nutricionista para que ele prescreva o cardápio ideal para o seu tipo de problema e indique a melhor maneira de inserir a pimenta na medida certa na sua alimentação.
Segundo informações do livro de Bontempo, “nenhum alimento curativo ou recurso medicinal, erva etc., salvo em situações especiais e sob orientação profissional, deve ser usado em grande quantidade. E com a pimenta não é diferente”.

Você sabe o que são alimentos termogênicos?

A princípio o nome pode parecer estranho, mas saiba que estes alimentos podem ser grandes aliados na queima de calorias

alimentos termogenicos3 Você sabe o que são alimentos termogênicos?
Quem está com alguns quilinhos extras e sofre para conquistar o corpo perfeito com certeza já pensou que seria bom se existisse uma forma de queimar calorias fazendo o menor esforço possível. E melhor ainda, acabar com a gordura sem precisar “fechar a boca” adotando dietas radicais.
Por mais contraditório que possa parecer, o fato é que comer queima calorias. Mas é claro, não são todos os alimentos que exercem essa função no organismo, apenas os chamados termogênicos. A princípio o nome pode parecer estranho, mas saiba que estes alimentos podem ser seus grandes aliados.


Estes alimentos possuem um efeito térmico (ou de
termogênese), que induzem o corpo a gastar energia durante o processo digestivo. Quanto mais difícil a digestão, maior a estimulação do efeito térmico do alimento e, consequentemente, maior o gasto de calorias. Já os alimentos com baixo efeito térmico são consumidos mais rapidamente e provocam um aumento no depósito de gordura do corpo.Qual o efeito dos alimentos termogênicos no organismo?

Os alimentos termogênicos são responsáveis por 10% do gasto total de energia durante a digestão. Dependendo da composição da dieta, os valores do efeito térmico dos alimentos podem variar, sendo bem maiores após o consumo de carboidratos e proteínas do que após a ingestão de gordura, por exemplo.
Quando os alimentos possuem condimentos, o efeito térmico se prolonga ainda mais e assim, mais calorias são queimadas.

Conheça alguns alimentos termogênicos

Na lista dos termogênicos estão alimentos muito saborosos e que são facilmente encontrados nos supermercados. Com certeza você já utiliza alguns deles e nem sabia que são tão poderosos. Podemos citar: pimentões, pimenta vermelha, mostarda, gengibre, canela, linhaça, vinagre de maçã, acelga, aspargos, couve, brócolis, laranja, kiwi. A cafeína, o guaraná, chá verde e até a água gelada também estão na lista, junto com as gorduras vegetais, gorduras de coco e produtos derivados do chocolate.
E atenção, deixar de ingerir outros alimentos para dar preferência apenas aos termogênicos na intenção de queimar grande quantidade de calorias não é uma boa idéia. Quem realmente deseja emagrecer deve fazer uma dieta balanceada, sem muitas restrições e que combine corretamente quantidades e tipos diferenciados de alimentos.
O ideal é incluir os alimentos termogênicos no cardápio do dia-a-dia, num plano alimentar bem elaborado. Consumir somente estes alimentos na tentativa de aproveitar ao máximo seus benefícios pode ser perigoso e levar a uma deficiência de nutrientes importantes e que são úteis para que o corpo funcione bem.

Alimentos falsos amigos da dieta

Veja porque consumir alguns tipos de produtos que supostamente são saudáveis pode prejudicar o regime

alimentos falsos amigos da dieta Alimentos falsos amigos da dieta

A primeira atitude de quem está no regime é fazer uma listinha com os alimentos que podem ou não ser consumidos sem preocupação. Afinal, selecionar o que entra no seu prato é a regra básica para se alimentar corretamente e não ganhar os quilinhos a mais. Mas existem alimentos que aparentam ser benéficos ao regime, mas que na verdade, prejudicam, e muito, quando o assunto é controle alimentar.
Barrinhas de cereais e os chamados biscoitos cream cracker, por exemplo, devem ser consumidos de maneira moderada e com atenção. Segundo a nutricionista Gabriela Marcelino, é preciso avaliar principalmente os valores nutricional de cada produto. “Em algumas marcas o conteúdo de sódio e gorduras está em excesso”, explica.
Para quem acredita que os queijos brancos podem ser consumidos sem preocupação, atenção: algumas marcas variam consideravelmente os valores de gorduras e calorias, o que acaba alterando os valores calóricos da dieta. Por isso, é recomendado optar pelas versões lights.

No caso das bebidas, redobre os cuidados com os refrigerantes “zero”. Dependendo da marca, contem sódio em excesso, prejudicando a pressão arterial e sendo responsável pelos famosos inchaços no corpo.Outro fator importante também é observar cuidadosamente os rótulos de cada alimento. Comprar com a promessa de que ele não engorda pode ser fatal para o desequilíbrio da dieta Nada melhor do que ler e comparar os componentes nutricionais que ficam na parte de trás de cada produto.
Invista nos sucos naturais, sem adicionar açúcar. Algumas frutas como morango, abacaxi e melancia, por exemplo, já são doces naturalmente.
Gabriela lista algumas atitudes, que aparentemente são saudáveis e ajudam emagrecer, mas que na verdade, são prejudiciais à saúde e comprometem o regime. Confira:
Deixar de lado o café da manha a maioria das pessoas acredita que pular a primeira refeição do dia é uma maneira eficaz de emagrecer. Mas saiba que sem ela, há ausência de proteinas e carboidratos que seu corpo precisa para manter a saúde do dia a dia.
Deixar de almoçar ou jantar: seu organismo precisa de nutrientes,fibras e vitaminas que somente em uma alimentação equilibrada e orientada por um nutricionista é que você conseguirá ter os componentes necessários à saúde. Por isso, nada de pular refeições.
Seguir as “dietas da moda”: Seja a dieta da lua, dos pontos ou outras que são orientadas a eliminar de vez certos tipos de alimentos são totalmente prejudiciais ao organismo e nada contribui para a redução do peso. Por isso, o recomendado é visitar o nutricionista, que orientará o melhor cardápio para o seu tipo de organismo, além de falar quais são os alimentos que você deve ou não comer no dia a dia.

Mantenha um diário alimentar para perder peso

Anotar o que é ingerido ao longo do dia ajuda a visualizar e cortar calorias desnecessárias

mantenha um diario alimentar para perder peso Mantenha um diário alimentar para perder peso

As dietas alimentares, quando bem balanceadas e devidamente combinadas com a prática de algum tipo de atividade física, podem ser usadas por nutricionistas e mesmo endocrinologistas com o objetivo de alcançar resultados positivos para o paciente. Esses resultados podem ou não estar relacionados à boa forma física.
Pacientes que sofrem de diabetes, por exemplo, precisam ser submetidos a uma dieta que contenha em sua programação uma baixa ingestão de açúcares em geral. A despeito das recomendações médicas, algumas mulheres acabam por aderir a dietas alimentares rigorosas e, muitas vezes, potencialmente perigosas para a saúde, apenas para alcançar o corpo que consideram perfeito.
A maior parte dessas dietas não está fundamentada em averiguações científicas ou médicas, mas apenas no senso comum e em conceitos alimentares que nem sempre são verdadeiros. Há, no entanto, alternativas para perder peso sem colocar em risco a saúde.

Monte uma tabela 
Uma dessas alternativas cientificamente comprovadas é manter um diário detalhado dos alimentos que você consome ao longo do dia. Dessa forma é possível controlar a quantidade de calorias ingeridas e balancear melhor as refeições para chegar a um ponto de equilíbrio entre alimentos saudáveis e alimentos “magros”. Para aderir a essa prática, siga as dicas.
Prepare uma tabela semanal e passe a anotá-la em um caderno. Cada página deve conter a tabela referente a uma semana. Essa tabela deve estar dividida por dia e por refeição, incluindo os lanchinhos entre as refeições principais e com um espaço destinado à anotação dos horários.

Anote tudo na hora

Não espere até o fim do dia para anotar o que comeu. A tendência é que você esqueça ou “pule” alimentos como bombons, balas e outros petiscos ingeridos durante o período de trabalho ou estudo, por exemplo, caso não anote na hora em que consumi-los. Para não sabotar a legitimidade das informações, procure anotar os alimentos e calorias ingeridos assim que terminar de comer.

Não minta

Apesar de tentadora, a ideia de não registrar as “escapulidas” que você dá é contra-producente porque cria, a longo prazo, a sensação de que você está se alimentando corretamente quando, na verdade, não está. A ideia do diário alimentar é exatamente colocar no papel as calorias que precisam ser cortadas do seu cotidiano para que você consiga visualizá-las mais facilmente. Mentir ou ocultar informações prejudica o andamento da dieta.
O ser humano leva cerca de 21 dias para se acostumar a um novo hábito. Ainda que, no começo, você se esqueça de fazer as anotações ou acabe por fazê-lo de maneira incorreta, invista em uma reeducação  alimentar e mantenha-se firme no propósito até que isso se torne uma prática natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário